terça-feira, 21 de setembro de 2010

A importância do café da manhã


Seu filho não toma café da manhã todos os dias? Fique atenta. Estudos têm mostrado que o hábito de não fazer essa refeição aumenta o risco de a criança ter sobrepeso, uma vez que, ao pular o café, ela exagera na seguinte, consumindo também mais calorias e gorduras. A especialista em nutrição materno infantil, Rose Patin, cita outro estudo, realizado na Alemanha com cerca de 4500 crianças entre 5 e 6 anos, que comprovou algo semelhante. No grupo daquelas que faziam menos de três refeições por dia a incidência de obesidade era de 5%. Já entre aquelas que faziam 5 refeições ou mais esse número baixava para 2%. “A refeição mais omitida é o café da manhã”, explicou Rose.

No ano passado , em uma enquete feita pelo site da CRESCER, os internautas responderam que 71% de seus filhos não se alimentam antes de ir para a escola. Para a especialista, a culpa é dos pais. “Principalmente crianças pequenas, com 2 ou 3 anos, precisam de estímulos e não podem simplesmente se recusar a comer. É importante que desde cedo, a partir dos 6 meses, os responsáveis por elas comecem a oferecer alimentos saudáveis”, afirma Rose. A nutricionista ainda explica que quanto antes os bebês forem acostumados a ingerir produtos naturais e ricos em nutrientes, como os integrais, eles vão se acostumar com eles com mais facilidade.


Entre os alimentos mais indicados para as crianças estão aqueles com fibras, os chamados carboidratos complexos, que ajudam no desenvolvimento. Encontrada principalmente nas frutas e hortaliças, as fibras ajudam num melhor funcionamento do sistema gastrointestinal e fazem com que a sensação de saciedade seja mantida por mais tempo. A especialista Rose Patin indica que há estudos que comprovam que em grupos de crianças que consomem menos fibras alimentares há maior prevalência de obesidade. Um dos motivos disso, alerta a nutricionista, é que há um movimento mundial de diminuição no consumo de legumes, também fontes de fibras. “Em 1961 a ingestão diária ficava em torno de 25 gramas, duas décadas depois esse número caiu para 17 gramas”.

Ficar muitas horas sem comer também faz mal. Segundo o nutrólogo Celso Cukier, do Hospital Albert Einstein, os estoques de glicose no organismo começam a reduzir a partir de três horas de jejum. Assim, depois de uma noite de sono, é provável que seu filho tenha ficado em média 8 horas sem se alimentar. “Com a atividade física na escola, mais a falta de comida, há risco de hipoglicemia (baixo nível de glicose no sangue). Tontura, náusea e até desmaios podem aparecer”, diz. Além disso, a criança pode ter alteração no humor e dificuldade para se concentrar.


Dicas para ensinar a criança a comer de manhã

Se o seu filho não tem costume de se alimentar pela manhã, é hora de mudar esse hábito. “Em primeiro lugar, explique para a criança por que essa refeição é fundamental. Além disso, os pais precisam insistir, de forma amigável, para que o filho coma alguma coisa”, afirma Celso.

Você pode oferecer um leite com achocolatado ou batê-lo com uma fruta de que ele mais gosta. É importante também incluir um cardoidrato nessa refeição. Lembre-se que você é o exemplo: as escolhas e os hábitos da criança dependem muito do que elas vêm os pais fazer e comer.

Outra dica é, sempre que possível, diminuir o consumo de açúcar e aumentar a quantidade de fibras no café. “Faça substituições. Em vez de 3 colheres de achocolatado, comece a colocar somente duas. Inclua sempre uma fruta: ela garante vitaminas e fibras alimentares”, diz Rose Patin.

Está faltando tempo pela manhã? Uma sugestão é deixar a mesa do café preparada na noite anterior e pedir ajuda do seu filho. Faça com que esse momento seja um encontro saudável da família e sem pressa. Comer correndo desestimula. Para ajudar você, confira abaixo um cardápio semanal para a primeira refeição do dia da criança:


Segunda-feira: leite integral com achocolatado, pão com manteiga e meio mamão
Terça-feira: vitamina de leite, banana, aveia e maçã e biscoitos de água e sal

Quarta-feira: iourgute natural, pão com requeijão e goiaba
Quinta-feira: cereal com leite, morango e banana

Sexta-feira: suco de laranja e pão com queijo branco

4 comentários:

Fabi disse...

Ai la em casa isso é um problema, nenhum dos dois gosta de comer pela manhã, no findi qdo estamos em casa, eu consigo convence-los, mas na semana eles driblam direitinho a empregada...

Mariana Hart disse...

Ótima abordagem!Sou uma pessoa que simplesmente não toma café da manhã,mas sim um balde café preto puro com açúcar mascavo.

As crianca tomam religiosamente,mas com Stella é mais complicado,ela sai de casa as 5:50,normalmente sai tomando um yogurte tipo "neston",ou comendo um pão com queijo,mas tb não sente fome.

A hora do lanche dela é as 9hrs,menos mal!Bjão!

Trícia disse...

Café da Gigia, normalmente é um copo de leite, com nescau (ou só o leite) com biscoito maria dentro: ou como ela chama "café com bocoito Maria"

Nina.fabiano disse...

Aqui em casa é um problema o café da manhã...o Bruno estuda de manhã então levanta cedo e só toma um copo de leite e mais nada, leva o lanche pra escola, mais acho q naum é a mesma coisa..vou começar a insistir mais...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails