sexta-feira, 18 de junho de 2010

Introdução de novos alimentos??? Socorrooo!!!



Pois é minha gente, as crianças crescem... parece que foi ontem que saíram da mesa de parto com seus pequeninos e agora... 6 meses!

Tenho em meu consultório muitas mães que se preocupam com a introdução alimentar de seus pimpolhos e estão certíssimas! Afinal com o arsenal a disposição que temos hoje, vamos e convenhamos, está cada vez mais difícil.

Sei que já estão “carecas de saber” que o aleitamento materno é essencial e deve ser exclusivo até os 6 meses do bebê, mas é sempre lembrar mais um vez, salvo em condições especiais que não vamos englobar agora. Após esse período, a introdução de novos alimentos na rotina de vida do bebê é necessária, pois o leite materno acaba sendo insuficiente do ponto de vista nutricional. Mas vamos deixar claro que a introdução de novos alimentos NÃO SIGNIFICA A SUSPENSÃO DO ALEITAMENTO MATERNO! Ao contrário, o aleitamento materno (ou fórmula infantil) deve continuar sendo a alimentação principal de seu bebê até completar 1 ano de idade, sendo um alimento importante também durante o 2º ano.

Quando fazemos a nutrição adequada aos pimpolhos, com a introdução alimentar correta e adequada de alimentos, você mamãe previne várias complicações que podem aparecer na vida de seu filho, como por exemplo: rinite, sinusite, enxaqueca, dermatite, infecções recorrentes, alergias E alergias alimentares, diarréia, cólica, constipação intestinal (famoso intestino preso), diabetes tipo I, entre tantas outras complicações. Por isso vou citar algumas dicas rápidas e alimentos específicos para introdução na criança de 6-9 meses.

- Primeiro nada de ficar comparando seu filho com o filho da vizinha! Cada criança tem o seu momento próprio para que sejam introduzidos alimentos sólidos na sua alimentação.

- Não é porque você não gosta do alimento que seu filho também não vai gostar! Tente variar a alimentação, não apenas para encorajar o bebê a experimentar novos sabores, mas para reduzir a probabilidade de alergia alimentar.

- E sim, é normal o bebê colocar o alimento para fora da boca várias vezes durante a refeição, pois ele ainda não tem muito controle na língua, quando começa a utilizar a colher.

- Nada de fazer a papinha com tudo o que conhece de mais alto valor nutritivo. Calma que vocês terão tempo pra isso! O ideal é que tenha a introdução de 1 alimento novo a cada 2 dias e não mais do que isso. Uma vez que o alimento foi testado e tolerado, pode ser fornecido misturado a outros que já tenham passado por esse mesmo processo. Desse modo, se acontecer qualquer processo alérgico já temos uma possível causa.

- A comida do bebê deve ser ‘sem graça para os adultos’ exatamente SEM sal e SEM açúcar. Assim como a temperatura, nem muito fria, nem muito quente.

- Segure a onda das avós hahaha, isso mesmo! É bem comum as avós e algumas mães também acharem que a criança comeu menos do que deveria, causando vários transtornos gástricos aos pequenos. Então, nunca force a criança ingerir mais comida do que a desejada, lembrando que a ofertar de cada alimento novo deve ser em pequena porção (2 col. chá).

- Por favor, nada de mamadeiras com aquele líquido gasoso de cor escura ou de qualquer outra cor, nem chocolate nessa faixa etária. Esses alimentos podem causar irritabilidade e aumentar os movimentos intestinais do bebê.

- Preferia alimentos orgânicos sempre, ainda mais nesse período.

- Entre os alimentos mais indicados para a nova rotina alimentar das crianças estão: arroz, painço, inhame, batata, abóbora, cenoura, beterraba, brócolis, couve, repolho, acelga, vagem, pêra, banana, damasco, blueberry, maça, cordeiro, peru... Lembrando que o leite materno ou fórmula infantil deve ter seu consumo continuado.

Ufaaa acabei, hehehe! Espero ter ajudado os blogueiros de plantão! Devo lembrar que a mãe deve ficar atenta aos sinais que o bebê pode apresentar durante a nova alimentação e após a mesma (gases, choro, irritação, constipação, diarréia, urticária, eczema, irritabilidade, dificuldades em dormir). Os sintomas podem ocorrer imediatamente após a ingestão do alimento ou pode levar mais de 24 h para se manifestar. Pode ocorrer ocasionalmente ou constantemente presente. Se isso acontecer procure ajuda profissional.

Um grande beijo a todos!

Ariane S. Zempulski
Esp. em Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia.
TEL: (45) 3574-7522




"Minha bebê tem quase oito meses e mamou exclusivamente por 6 meses, tava na hora de introduzir novos alimentos, confesso q até agora foi a fase mais difícil de lidar, pois ela só queria o peitinho dela. Comecei com suquinhos, frutinhas, mas nada agradava, veio as papinhas doces e salgadas, foi a mesma luta, ela cuspia tudo, chorava muito e só parava quando eu dava de mamar e assim foi por três longas semanas. O mais importante eu fiz que foi não desistir e ter muita paciência, hoje ela come super bem e ainda chora querendo mais."
Jackeline mamãe de Alice

5 comentários:

Jackinha disse...

Mudanças sempre requer paciência..e nessa fase não é diferente...o importante é não desistir.
Jackeline

Luciana disse...

Minha bb, tb com quase 8 meses,aceitou bem quando introduzi as frutinhas amassadas. Agora ela come quase de tudo.. claro que tem suas preferências, mas eu vou misturando o alimento novo ou que ela não goste com os que ela já aceita e ela vai comendo... =D

Kamille Krambeck disse...

Bom gente a Nathalia mamou exclusivamente no peito ate os 6 meses, agora com quase oito esta comento de tudo, a adaptação foi bem tranquila e a menina nao recusa nada, é boa de garfo...

Leidiane disse...

A minha filha Lisa, tem quase 7 meses, aos 5 iniciou as frutinhas, e com 6 sopinhas, não foi fácil, ela não abria a boca de jeito nenhum, qdo conseguia por na boca ela cospia. Hoje ela come super bem as frutinhas e as sopinhas. Mas é uma fase mais dificil pra eles do que para nós, o importante é ter muita paciencia.

Nina.fabiano disse...

Minha bb tem 7 meses, e com 5 meses e meio comecei com as frutinhas amassadas e os sucos, ela não aceitava de jeito nenhum, acabei desistindo e continuava dando o peito, qdo completou 6 meses comecei com as papas salgadas, aí sim tive sucesso, ela aceitou super bem, agora com 7 meses já almoça e janta, toma suco,come bolachinha, td q dou pra ela, ela aceita... mais as frutas ainda está sendo um pouco difícil, mais estou persistente, uma hora ela terá q aceitar...não vou desistir.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails