terça-feira, 5 de outubro de 2010

Criança X Festa de Casamento


Quando eu casei descobri que casamento não é festa onde se leva criança. Descobri que o certo é nem convida-las, a não ser que seja uma criança próxima dos noivos ou da familia.

Sinceramente acho que o bom senso vem dos pais, em leva-los ou não. Penso que é massante e cansativo para as crianças, afinal de contas que criança fica sentadinha e quietinha toda a cerimônia? E a janta pode demorar a ser servida e outros contratempos.

Especialistas dizem que festa de casamento não é lugar de criança pequena, que acaba ficando irritada, cansada e desconfortável. Conta-se sim com o bom senso dos pais em poupar as crianças dessa situação. No caso de famílias que não têm com quem deixar as crianças, não há o que fazer. O melhor é preparar um cantinho confortável para acomodá-las durante a festa e torcer para que não chorem por manha ou cansaço, corram pelo salão e deixem os pais loucos.

Eu mesma já levei a AnaLu em vários casamentos pois ela era pequena demais (na minha opinião) para ficar com alguém já que minha mãe também tinha sido convidada. E acreditem: eu não curti nada, nem a festa, nem a recepção.

Há também as noivas que preparam uma festa linda e ainda alugam brinquedos e monitores, essas conquistam as mães e os pimpolhos.

Adoro crianças, em casamento então... Durante a cerimônia elas são um show a parte. Mas há quem irá concordar, que algumas vezes essas fofuras também dão uma certa dor de cabeça. Principalmente quando não são poucos (e dependendo da idade então)... Eles tiram o sossego dos pais, avançam na mesa de doces antes da hora, dão para chorar bem na hora do sim, e por aí vai. (Toda regra tem sua exceção!!!)

Para evitar que os seus convidados percam a festa atrás dos pimpolhos e que você passe por maus bocados por causa deles, uma boa sugestão é pensar nas crianças durante o planejamento da festa – Se a festa em questão for algo especificamente para adultos como casamentos (onde você sabe que as crianças ficarão deslocadas e fora do contexto), a noiva pode informar pessoalmente os convidados com filhos que é uma festa para adultos, assim os pais já tomarão providências antecipadas para irem sem as crianças.

Há pais que conforme o horário descrito no convite já procure deixar os filhos em casa. Mas, se esse não for o caso, no convite da festa você pode endereçá-lo somente aos Pais (ou aos convidados em questão), ao invés de colocar o “Sr. e família” como de costume. Para os bons entendedores meia palavra basta. (Foi oque eu fiz no meu casamento, mas 90% dos convidados levaram-as).

– Se a festa permitir crianças, como casamentos, pare um instante e pense nelas! Procure saber quantas crianças são e qual a faixa de idade. Se forem muitas, contrate um recreador! Uma pessoa que tenha experiências com crianças para que possa entretê-las durante a festa. Se forem poucas e o recreador estiver fora do orçamento, providencie livrinhos de desenhos e pequenos joguinhos, e ainda (se não for pedir muito) um espaço reservado para que elas possam ficar. Assim, tanto os pais com os pequenos irão se divertir e sair de lá agradecendo por você ter pensado em todos!

Essas são sugestões que eu considero viáveis, alguém tem outra?! Oque vcs acham desse assunto?

5 comentários:

Mariana Hart disse...

Ai amiga...eu acho muita sacanagem,juro!Com a criança principalmente!Acho que cada macaco no seu galho!Eu não levo e não levaria,som alto,tarde na noite é lugra de criança na cama e não na rua no meio de adultos bebendo alcool!
Se for um casamento diurno,não vejo mal!Mas nesse caso,sou muiot contra!E AMOOO crianças com todas as minhas forças,por isso mesmo acho o melhor sempre privar elas. Assim como acho um absurdo qdo vou a restaurante,bar a noite e vejo carrinho de bebê e criança pequena...vontade de chamar o Conselho Tutelar!!!!!!!!!!

disse...

Eu concordo com vc!!! e com a Mari,por todos os motivos já ditos!

Mas acho q nem todos concordam, e acho q tem muito pai que fica ofendido qdo houve que a festa é só para adultos!!! =/


bjocas

Fernanda disse...

Bem a Isa adoraa, principalmente a noiva..rss pork será..ela cresceu vendo a mãe deslumbrada em meio aos vestidos, feiras e desfiles..
Mas nós nunca aproveitamos a festa até o final. Também não temos o habito de deixa-la com outras pessoas pra nos divertir, certo por um lado, errado por outro, mas procuramos fazer programas que aceitem a familia toda!!

beijinhosss

Trícia disse...

Bom, isso depende muito. Desde que a Giovanna nasceu tive 6 casamentos para ir. A Giovanna foi em 5. Sempre foi super tranquilo levar ela aos eventos.

No último, nós fomos padrinhos e ela se divertiu entrando conosco. Foi muito mais tranquilo do que eu imaginei que fosse, até pq ela ficou brincando com a bolinha de sabão que os noivos distribuiram.

Nos outros, ela era muito pequenina e foi pq não tínhamos com quem deixar e não poderíamos deixar de ir pq éramos padrinhos.

Só houve um casamento que eu fui só (marido ficou com a Gigia), mas os outros a nossa família comparece completa e sem maiores problemas.


Acredito tb amiga, que tem pais que não sabem impor limites aos filhos e deixam eles soltinhos pela festa, correndo e fazendo brincadeiras onde não devem. Sei que é uma festa de adulto, mas mesmo assim a criança tem que aprender que ali não é lugar de brincar.

É óbvio que não curtimos a festa, mas isso não é problema para nós. Na festa que eu fui só, tb ñ consegui curtir direito pensando que poderia estar em casa com os dois.

Fabi disse...

Eu acho que como td na vida oq manda é o bom senso, eu ja levei em casamentos sim, até pq qdo são amigos eles querem ir clar, querem ver participar da festa, e tbm não tive problemas com eles, mas claro não ficamos até amanhecer festando!
No mais nossos programas são em família sair pra jantar por ex. vai todo mundo junto... Foram poquissímas vezes que sai sem eles, e como disse a Fer, por um lado é errado, mas tbm não tenho com quem deixar a não ser que faça 70 km ...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails