quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Catapora em crianças

Você já deve ter escutado que na escola do seu filho algumas crianças estão em casa com catapora. Sim, é tempo mesmo da doença. “No inverno, como elas passam mais tempo em ambientes fechados ocorrem pequenos surtos em creches e escolas”, diz Milton Lapchik, infectologista do Hospital Infantil Sabará (SP). Outro agravante é o tempo seco e a poluição. Como o clima afeta a mucosa respiratória da criança, ela fica mais suscetível a infecções em geral.


A idade de maior contágio é de crianças entre 1 mês e 6 anos, e a melhor forma de prevenir é por meio da vacinação. Ela não está disponível na rede pública, e nas clínicas particulares custa, em média, R$ 140. A dose deve ser dada aos 12 meses com reforço entre 4 e 6 anos. Segundo o especialista, apesar de ser raro a criança pegar a doença quando está imunizada, caso aconteça, será de uma maneira mais branda. O recado de prevenção vale para os pais e cuidadores da criança que não tiveram a doença ou não se vacinaram. A restrição é para as grávidas, que não podem receber a imunização.


Sintomas e tratamento
Febre alta (acima de 38oC) e manchas avermelhadas pelo corpo são os primeiros sinais da doença. Logo, formam-se pequenas bolhas que se rompem e viram feridas. Durante cerca de três dias, as bolhas surgem por levas: enquanto umas secam outras nascem no corpo da criança. As bolhas podem aparecer também nas mucosas: na boca, na conjuntiva, na área genital. Durante essa fase, há risco de transmissão da doença. Por isso, se você tem mais de uma criança em casa e um de seus filhos pegou a doença, leve-os ao pediatra e evite que durmam no mesmo quarto. Objetos pessoais devem ficar separados para evitar o contágio. Somente após de 5 a 7 dias, as últimas bolhas secam, formando crostas. Mais 2 a 5 dias e elas caem, revelando a pele nova por baixo delas.

A catapora (ou varicela) não oferece grandes riscos, mas como as bolhas coçam, é preciso evitar que a criança crie um machucado em cima delas para não haver inflamação local e cicatriz. Não há medicamento específico, a não ser aqueles para combater os sintomas, como a febre e a coceira. É fundamental também que a criança fique em casa, para evitar contaminar outras pessoas.



Teste seus conhecimentos sobre catapora AQUI!!!

3 comentários:

Fabi disse...

Meu filhote teve a poucos dias, mas nem teve febre e poucas bolinhas, mas que coçavam demais... e aí tem que ficar sem ir pra escola, que pra ele foi bem triste tbm!

Mariana Hart disse...

Aii...até doeu meu coração de lembrar qdo Stella teve catapora com 18 meses...os meninos ainda não tiveram. Não sabia que essa época era mais propícia. A Ana Lu teve?!Meus meninos ainda não e não tomaram a vacina. A pedi disse que não impede de nada. Não quero nem pensar na possibilidade de Leo ter,pq nem coçar o bichinho consegue:((

gяαzу disse...

meu filhote pegou catapora tadinho ele tem soh 4 aninhos mas dizem que eh melhor pegar agora novo pq se vor velho eh pior nao nem o que eu faço :( e nele ja ta dando febre tomara a Deus que sare logo viu

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails